06.05.2015 / Julinei Nogueira de Almeida

Trabalho Pastoral

Ao afirmarmos na crisma que aceitamos os dons do Espírito Santo, realizamos a promessa que devemos ser cristãos de atitude. Alias o nosso maior desafio, pois o nosso tempo nem sempre condiz com o que fazemos, se o nosso relógio tivesse 30 horas, com certeza pediríamos 40 horas diárias.

Mas não devemos culpar o nosso tempo, porque se o culparmos é melhor que apontemos o dedo para nós mesmos, que não sabemos como lidar com ele. Estar disponível é graça de Deus, maior ainda quando colocamos nossa disponibilidade à serviços dos irmãos.

Encontrar-se com  uma pastoral que se identifique é sempre a melhor opção. “Amar e servir com alegria”, esse deve ser o sentimento de todas as pessoas que aceitam contribuir com seus dons para as mais diversas pastorais da Igreja católica que buscam através de suas ações, atenderem determinadas situações em uma realidade específica, tendo como foco principal difundir os ensinamentos deixados por Jesus nos evangelhos.

Procure reavivar seus dons nela, para que o Espírito de Deus, aja em seu coração, e que possa levar a palavra de Deus em todo lugar. Você sempre tem algo para pôr em serviço. Deus escolheu sempre os que pouco tinham ou nada possuíam para segui-Lo, os seus apóstolos são prova disso. “Pouco são os chamados, mas muitos são os escolhidos”.